Brasil repete nota e piora em ranking de corrupção em 2019: O Brasil caiu uma posição no ranking mundial de percepção da corrupção em 2019 e repetiu sua pior nota no estudo elaborado pela organização Transparência Internacional, divulgado na madrugada da última quinta-feira (23). O país teve o 5º recuo seguido e passou a ocupar 106ª posição no Índice de Percepção da Corrupção (IPC), o que representa o pior resultado desde 2012.

Quanto melhor a posição no ranking, menos o país é considerado corrupto.

A nota brasileira foi a mesma do ranking de 2018: 35 pontos, a pior pontuação da série histórica, que começou há 7 anos. Entre os países da América do Sul, o Brasil está atrás de Uruguai, Chile e Argentina, e à frente de Bolívia, Paraguai e Venezuela.

O IPC pontua e classifica os países com base no quão corrupto o setor público é percebido por executivos, investidores, acadêmicos e estudiosos da área da transparência. O índice analisa aspectos como propina, desvio de recursos públicos, burocracia excessiva, nepotismo e habilidade dos governos em conter a corrupção.

O Brasil vem caindo no ranking desde 2014. Em 2016, o Brasil ficou em 79º. Em 2017, o país estava na 96ª colocação.

Veja a posição de alguns países no ranking:

Países menos corruptos

1º Dinamarca 87 pontos
1º Nova Zelândia 87 pontos
3º Finlândia 86 pontos

Empatados com o Brasil

106º Brasil 35 pontos
106º Albânia 35 pontos
106º Argélia 35 pontos
106º Costa do Marfim 35 pontos
106º Egito 35 pontos
106º Macedônia 35 pontos
106º Mongólia 35 pontos

Países mais corruptos

180º Somália 9 pontos
179º Sudão do Sul 12 pontos
178º Síria 13 pontos

 

Por G1

23/01/2020 05h00

Categorias: Integridade

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *